sábado, 24 de dezembro de 2011

Olá amigos.

Desejo à todos e todas, independente de religião, católicos, evangélicos, ateus, espíritas e independente de ideologia política, um Feliz Natal. Que essa data não seja apenas uma ocasião em que trocamos presentes, comemos boa comida ou enchemos a cara.

Mas que sirva para uma reflexão sobre como podemos ser pessoas melhores para com os outros. Não apenas no natal mas que esse espírito esteja presente durante todos os dias do ano.

Até mais.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

SALÁRIO DE VEREADOR: R$ 12.000,00. SALÁRIO DO GARI: R$ 580,00. ISSO NÃO É JUSTO!

A implementação do PCCR vem sendo empurrada com a barriga há tempos. Essa administração, desde o principio, dava sinais não implementaria um plano que  atendesse a necessidade dos trabalhadores.  Não tapemos o sol com a peneira. A administração do PT teve tudo na mão para implementar o plano e não o fez. Foi engavetado. 
O que deixou os servidores indignados foi a facilidade em que a administração sancionou a lei que reajustou o salário dos vereadores em  quase 90% , salários de secretários municipais  e do próximo prefeito.  Numa entrevista o prefeito declarou: “A cidade quer ser bem administrada então deve proporcionar aqueles que têm a responsabilidade de cuidar da cidade condições para isso”.
Para os servidores, nada. A imensa maioria tem salários baixos.  Veja: enquanto um vereador terá o salário de quase R$ 12.000,00  um gari recebe R$ 580, 00 mensais, 
Isso não é justo!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Olá colegas

Olá pessoal. No domingo posto sobre  a última assembléia e algumas impressões sobre tudo que está acontecendo sobre o PCCR.

Lamentável.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

"Eu não vou me mover".

O colapso da educação no Brasil

• O sistema educacional brasileiro atravessa uma crise estrutural e crônica. Paradoxalmente, essa crise ocorre em meio a um rico contexto de avanços tecnológicos e novas descobertas científicas (genoma humano, nanotecnologia, desenvolvimento da informática, por exemplo). Mas as políticas neoliberais aplicadas à educação ao longo dos anos 1990 pelo governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o Plano Decenal de Educação Para Todos - 1990, e mantidas por Lula e Dilma (PT) retiraram qualquer possibilidade dos filhos dos trabalhadores se apropriarem deste conhecimento. 

O colapso da educação pública básica sequer permite os alunos desenvolverem satisfatoriamente o raciocínio aritmético e matemático. A imensa maioria dos alunos da escola pública não domina a leitura e a escrita, e estão muito distantes dos benefícios proporcionados pela informática. Não por acaso, o analfabetismo funcional atinge mais de 30% da população, segundo o PNAD 2009. Quer dizer, a cada três pessoas, uma sabe ler, mas não é capaz de entender o sentido do que lê. Como se não bastasse, nosso país é campeão de analfabetismo na América Latina, com taxa de 9,7%. 
As políticas educacionais implementadas pelos governos tucanos e pelo PT foram ditadas pelos grandes órgãos do capital financeiro internacional, FMI e Banco Mundial. O objetivo era claro: transformar a educação em mercadoria. 

O primeiro Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado em 2001 pelo governo FHC, tinha por objetivo investir 7% do PIB na educação. Mas o compromisso com o capital financeiro falou mais alto e a medida foi vetada pelo governo tucano. Com Lula no governo a situação não foi diferente. O veto foi mantido e o PNE amargou um retumbante fracasso (veja quadro abaixo). 

Hoje, se gasta por volta de 5% do PIB com a educação, mas o governo Dilma promete ir a 7% do PIB até 2020. A meta, porém, é irrisória diante da montanha de dinheiro enviada para o pagamento da dívida pública (veja ao lado). E, diante do compromisso de Dilma com o capital financeiro, é muito difícil que essa promessa, mesmo irrisória, seja cumprida. 

Por que chegamos a esta situação? 
Ao longo dos anos 1990, toda a política em relação à educação esteve em sintonia com a política de “Estado mínimo” neoliberal. Ou seja, estavam a serviço de desobrigar o Estado em relação à educação, tornando-a cada vez mais privatizada, com a política de criar as “ilhas de excelência”. Todas elas reforçaram o caráter excludente, segregacionista e racista do sistema de ensino no Brasil. Podemos resumir, sumariamente, da seguinte forma as diretrizes centrais da nova LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) e da Emenda Constitucional n° 14:
·  Prioridade no Ensino Fundamental, como responsabilidade dos estados e municípios. A Educação Infantil é delegada aos municípios. Assim, aplicou-se a municipalização e “escolarização” do ensino, com o Estado repassando adiante sua responsabilidade. Hoje os custos são repassados às prefeituras e às próprias escolas.
·  Aceleração da aprovação para desocupar vagas. O “rápido e barato” é apresentado como critério de eficiência. Também é marcante o aumento de matrículas, utilizadas pelos governos como jogo de marketing. No entanto, apenas são feitas mais inscrições, sem a criação de uma 
nova estrutura efetiva para novas vagas. O resultado é superlotação de salas.
·  Parceria com comunidade e empresa. A sociedade civil deveria adotar os “órfãos” do Estado (o programa “Amigos da Escola”, por exemplo). Se as pessoas não tiverem acesso à escola a culpa é colocada na sociedade que “não se organizou”. Assim, o governo fica isento de sua responsabilidade com a educação. Na antiga LDB a educação era tarefa do “Estado e da família”. Na nova, houve uma mudança na ordem e a educação se tornou uma tarefa da “família e do Estado”.
·  Formação menos abrangente e mais profissionalizante. Assim, divide-se o Ensino Médio entre educação regular e profissionalizante, com a tendência de priorizar este último. Ou seja, a ênfase do ensino é dada na produtividade e eficiência empresarial. Não interessa o conhecimento crítico, mas, sim, a formação desqualificada de ‘mão-de-obra’, levando ao empobrecimento curricular. 
·  Descentralização administrativa e financeira. Ou seja, tudo que se refere à parte financeira (como infra-estrutura, merenda, transporte), passa a ser descentralizada, isto é, mais uma iniciativa que isenta o Estado de responsabilidades. Mas a 
autonomia é apenas administrativa. Tudo o que se refere ao conteúdo didático continua dirigido e centralizado. 
·  Avaliação de desempenho e do rendimento escolar. Sistema de Avaliação do Ensino Superior, Enem, Seab e “Provão” foram alguns dos instrumentos criados para transformar as escolas em “empresas”, sob a inspiração do programa de qualidade produtiva, adaptando-a ao mercado. Mas não houve aumento de verbas, apenas alocação dos recursos para “melhores resultados”. Avaliação externa na verdade é uma inspeção escolar.

De VANESSA PORTUGAL, DE BELO HORIZONTE (BH) E JOÃO ZAFALÃO, DE SÃO PAULO (SP)  Portal do pstu.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

A POSSIBILIDADE DE CHOVER CANIVETES EM MARINGÁ, JOSÉ SARNEY, RENAN CALHEIROS E JAQUELINE RORIZ SEJAM PRESOS (tudo isso no mesmo dia)...

De Iraides Fernandes Presidente do Sismmar no Facebook hoje:

Hoje a tarde protocolamos oficio no gabinete do prefeito com os encaminhamentos da Assembleia realizada no domingo...Se o Prefeito quiser ainda dá tempo de honrar o compromisso assumido com os servidores (as)!!!

O comentário na postagem da presidente do Face:

Olá Iraídes. Me permita a brincadeira, não com você mas com a situação, se é que é possível fazer brincadeira com isso: conhecendo o histórico do prefeito com respeito ao tratamento que dispensa aos servidores É MAIS PROVÁVEL QUE CHOVA CANIVETES EM MARINGÁ, JOSÉ SARNEY, RENAN CALHEIROS E JAQUELINE RORIZ SEJAM PRESOS (tudo isso no mesmo dia), do que o prefeito aprovar um PCCR que atenda as necessidades dos servidores.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Servidores municipais repudiam atitude do prefeito.



Com a presença de cerca de 160 servidores aconteceu hoje pela manhã a assembléia que deliberou sobre a proposta do prefeito sobre o PCCR (Plano de Cargos Carreira e Remuneração).
Na durante a semana foi divulgado que a administração apresentou à direção do sindicato uma proposta do plano com salários rebaixados, comparando com a proposta já aceita pelos servidores no início do ano.  Oficialmente a administração enviou um oficio à presidente do sindicato (veja na foto) dizendo que: “(...) infelizmente não podemos atender, nesse momento, a solicitação do sindicato para lhes apresentar a minuta final do plano de cargos”.   Ou seja, não confirmou a proposta aceita pelos servidores no inicio do ano empurrando com a barriga mais uma vez.
Os servidores presentes ao saber que a proposta apresentada pelo prefeito durante a semana rebaixava salários  ficaram indignados.
Foram propostas várias mobilizações que serão realizadas pelo sindicato e servidores:
-moção de repúdio da assembléia contra a atitude desrespeitosa do prefeito com os servidores municipais rebaixando salários. Essa proposta apresentada por esse blogueiro e servidor municipal.
-campanha com adesivos e panfletagens em locais públicos cobrando da administração valorização do servidor.

Minha avaliação: os servidores demonstraram mais uma vez sua indignação e insatisfação com o tratamento dispensado pela administração. Foi muito comentado inclusive o reajuste de 90% dos salários dos vereadores e secretários e para o servidor rebaixamento de salário. A direção do sindicato que sempre afirmou a importância do diálogo começa a ser empurrada pela categoria para que além do diálogo outras ações sejam realizadas.
A luta continua...

sábado, 10 de dezembro de 2011

Assembléia do PCCR


Todos à assembléia amanhã. Eu vou.
Se bem que uma assembléia marcada para às 8:30 de um domingo soa estranho. 
Será que a direção do Sismmar quer que apareçam poucos servidores?

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

NOTA ESTADUAL DO PSTU SOBRE OCUPAÇÃO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO PARANÁ

Em 2010 a população do Paraná votou massivamente em Beto Richa, elegendo o PSDB para o governo do Estado, na expectativa que os graves problemas de saúde, educação, segurança e infraestrutura pudessem mudar e melhorar suas vidas.
Passado um ano de governo as promessas de melhora na vida dos paranaenses ficaram no discurso bonito do jovem Governador. Alertávamos durante a campanha que a eleição de Richa seria a volta da política do grupo de Lerner, agora numa nova roupagem.
Por outro lado, a eleição de Osmar Dias (PDT) significaria, pelas suas relações com grandes empresários e latifundiários, um governo contrário aos interesses da população trabalhadora do Paraná.
Desde a campanha e também em seu discurso de posse, Beto Richa deixou claro que modificaria a forma de governar: faria uma gestão pública de resultado. Isso significava na prática, a introdução de novos mecanismos de gestão, como: a) o aumento da capacidade de endividamento do Estado; b) o estabelecimento de contratos de gestão, para que os setores privados tivessem mais espaço no governo e pudessem “modernizar” a máquina pública.
O resultado desta nova gestão para os trabalhadores
O significado desta nova forma de governar já trouxe alguns resultados na vida dos trabalhadores: a) tarifaço do Detran, com o aumento abusivo e ilegal das taxas pagas pela população; b) orçamento público voltado a aumentar as dívidas do Estado; c) a privatização dos serviços públicos.
A primeira tentativa de privatização foi contra a Copel, depois de muito questionamento o governo recuou. Agora, avançando na verdadeira face do governo do PSDB no Estado, o Governo Beto Richa propôs, sem qualquer discussão democrática com os paranaenses, um projeto de lei sobre as chamadas OS (Organizações Sociais), que na prática significa a possibilidade de privatização de serviços públicos, com o repasse de dinheiro público diretamente para o setor privado, para que estas organizações privadas administrem e executem os serviços que seriam responsabilidade do Estado e que são direito da população trabalhadora.
Todos nós sabemos que os empresários vivem de lucros, que ninguém investe sem a expectativa de obter resultados financeiros. Por isso a lógica de privatizar os serviços públicos em todos os governos, seja do PT, em nível federal, seja do PSDB, em níveis estaduais, significou a piora dos serviços, o ataque aos direitos dos servidores, a remessa de dinheiro público para o setor privado.
Neste momento a Assembléia Legislativa do Paraná está ocupada por centenas de ativistas contrários ao projeto de privatização do governo Beto Richa.
Nós do PSTU manifestamos todo nosso apoio à ocupação, como um ato legítimo e necessário, e nos colocamos ao lado da população trabalhadora do Paraná contra a privatização dos serviços públicos e pela aplicação dos recursos públicos direta e exclusivamente nos serviços essenciais, valorizando os servidores, melhorando a estrutura e o serviço público para os trabalhadores usuários.

Por isso defendemos:
ü  A retirada do Projeto de Lei que prevê a terceirização dos serviços públicos do Paraná;
ü  Pelo aumento do orçamento público para a educação, saúde e habitação popular;
ü  Suspensão imediata do pagamento da dívida pública para direcionar os recursos para as áreas de interesse da população;
ü  Contra a criminalização dos lutadores e dos movimentos sociais.


www.pstunoroeste.blogspot.com  

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

O adeus à Sócrates.


Hoje coincidentemente acontece  o adeus à Sócrates. Não ao Sócrates grego, mas ao Sócrates genuinamente brasileiro.Por coincidência, no mesmo dia em que seu vai seu time ganha um título.
O Sócrates brasileiro é o  homem da democracia corintiana e que deixou uma história.
Hoje como milhões de brasileiros, minha filha (não ao meu gosto), meu sobrinho e minha companheira Rozilda comemoram o título.
Tudo bem. Paixões não se explicam  e ponto final.
Tristeza pela partida de Sócrates, alegria por ver pessoas felizes.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Falta apenas uma...

Olá pessoal.  A diminuição do número de postagens se deve a eu estar no período de provas na faculdade. Hoje, será a última prova, se eu passar direito é claro. Direito do Trabalho, com o professor Zeni. 
Nas últimas semanas era comum ir dormir às três da manhã, estudando. Não me considero um "CDF" mas reconheço que me dedico.
Para mim, um maringaense criado na periferia de Londrina, especificamente nos Cinco Conjuntos, trabalhando desde os 13 anos e sempre quis cursar uma faculdade, não poderia ser diferente. Me dedico mesmo. Aproveito o máximo, absorvendo o que for possível de conhecimento.
Acredito que num futuro próximo esse esforço será recompensado.


Bom dia à todos. 

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Processo dos cartazes “Traídores do povo “ é arquivado.



















Nesta semana saiu a decisão do Juizado Especial Criminal de Sarandi que determinou o arquivamento do processo movido pelos vereadores Luis Aguiar (PPS), Roberto Grava (PSC) e Rafael Pszybylski (PP) por injúria, contra vários lutadores do Comitê de Lutas de Sarandi. Dentre eles, dois militantes e dirigentes do PSTU: Rodrigo Tomazini, Presidente do PSTU-Sarandi e Claudio Timossi, do Movimento dos Trabalhadores por Moradia. 

Entenda o caso: 
Não é de hoje que os vereadores da Câmara Municipal de Sarandi votam contra a população, traindo as expectativas dos trabalhadores quando votaram em seus candidatos. Já na gestão do prefeito Cido Spada (àquela época no PT, hoje PV), a privatização do Aterro foi um duro golpe na população trabalhadora. Essa privatização respondeu apenas ao interesse de grandes empresários do setor e dos próprios vereadores que votaram a favor e que são financiados por essas empresas. Se não bastasse por em risco a água e o solo, além de poluir toda a cidade com a vinda de cerca de 500 toneladas de lixo por dia, de toda a região, o prefeito criou várias taxas,  consideradas ilegais e abusivas pelos lutadores do Comitê de Lutas de Sarandi que foram para as ruas. Mesmo com todo o protesto e a enxurrada de vaias da população trabalhadora da cidade de Sarandi lotando as sessões da Câmara, os vereadores covardemente aprovaram o aumento (em alguns casos de mais de 100%) do valor do IPTU e outras taxas do lixo. Em reunião do Comitê de Lutas, foi aprovado a confecção de um cartaz com as fotos dos traidores do povo, ou seja, os vereadores e prefeitos que votaram a favor da privatização do Aterro e do aumento do IPTU e espalharam esse cartaz por toda a cidade de Sarandi. Os vereadores Luis Aguiar (PPS)     Roberto Grava (PSC) e Rafael Pszybylski (PP) entraram com um procedimento criminal por injúria contra os membros do Comitê. 

Na primeira audiência, mais de 50 pessoas, representando diversas entidades e partidos políticos compareceram, nesta ocasião a Promotoria fez um pedido de vistas para melhor analisar o caso. Depois da análise do processo, ocorreu o que era esperado por todos os lutadores: o pedido de arquivamento que foi acatado pela Juíza do Juizado Especial Criminal. Infelizmente, passado menos de um ano do aumento vergonhoso do IPTU, os vereadores aumentam de maneira vergonhosa seus próprios salários. Os trabalhadores passam 44 horas semanais dando duro, para ficar apenas com o necessário para poder trabalhar novamente no outro dia. De outro lado, políticos, empresários e banqueiros fazem a farra com o dinheiro produzido pelos trabalhadores. Essa é a lógica brutal do capitalismo! 

O PSTU Sarandi agradece todo o apoio recebido e repudia veementemente aqueles que querem calar a boca dos lutadores. Não nos calaremos, continuaremos lutando junto com a população contra toda a farra com o dinheiro público e os desmandos desses senhores que estão aí para enriquecer às custas dos trabalhadores. Continuaremos a nossa luta diária contra toda a exploração do capitalismo e pela construção de uma sociedade sem exploração, sem injustiça. O socialismo. Para isso, a cada vitória contra os ataques dos senhores da burguesia contra os lutadores, comemoramos juntamente com os trabalhadores, porque lutar não é crime, lutar é um direito e um dever! Viva a luta dos trabalhadores! 


domingo, 20 de novembro de 2011

Bom dia à tod@s

Achei bacana o o vídeo do humorista Fábio Moraes sobre o imoral aumento do salário dos vereadores. Não consegui baixar mas é só clicar no link para assistir.

Interessante. Ele dá os nomes dos vereadores que votaram favoravelmente.
Clique aqui.http://www.youtube.com/watch?v=MBqpSBjT0w4

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Cadê a “sociedade organizada”? (Por Lucimar Bueno)

O aumento dos salários dos parlamentares aprovado ontem em sessão extraordinária é abusivo. Diante deste abuso e o uso errado do poder que pensam ter a maioria dos vereadores, vem à pergunta: Cadê a “sociedade organizada”? Que tanto fez e conseguiu impedir o aumento da representatividade social na câmara municipal (aumento de números de vereadores). Essa tal “sociedade organizada” formada pela ACIM e outras entidades e uma vergonha, só defende interesses da política econômica e de segmentos empresariais de Maringá, defendem os interesses dos empresários e do capital. Essa “sociedade organizada” nada fez para impedir os 40 anos de contrato do transportes com a TCCC – nada fez contra a lei de alterações no uso e ocupação do solo que restringe a construção de casas geminadas que praticamente acaba com o sonho da população de baixa renda ter a casa própria e com certeza nada vai fazer contra o aumento abusivo no salário dos vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários municipais.
É uma falta de respeito e um abuso o valor do aumento do salário que a maioria dos vereadores aprovou ontem em sessão extraordinária. Confesso que estou enojada. Que pena que Flávio Vicente parece não saber a riqueza da honestidade na atitude de um homem. O vereador poderia ter agido como o vereador Humberto Henrique agiu no ano de 2008, quando na mesma comissão, teve a capacidade de não assinar o projeto, o que levou a prorrogação da votação tornando público o aumento abusivo que um grupo de vereadores queria, possibilitando uma manifestação do povo, motivado principalmente pelos padres e lideranças da Igreja Católica de Maringá e com a presença desses – a presença do povo – na sessão, os vereadores tremeram e o aumento não foi aprovado.
 Do Blog da Lucimar Bueno

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Olá pessoal

Depois de um feriado meio corrido  uma passagem rápida pelo blog para agradecer os leitores  pelas mensagens de apoio à respeito da última postagem. Valeu mesmo.


Bom fim de feriado e boa semana à tod@as.

domingo, 13 de novembro de 2011

Médicos do P.A Zona Norte são proibidos de fornecer atestado médico à servidores.

Essa foto foi enviada a mim por um munícipe e trata-se de um cartaz fixado na porta de um dos consultórios médicos do Pronto Atendimento Zona Norte. O texto é claro: os médicos podem consultar servidores, mas não devem fornecer atestado médico. O servidor deve procurar o SAMA. Essa “determinação” levanta discussões. O Código de Ética Médica de 1988  em seu artigo 112 diz:
Art. 112 - Deixar de atestar atos executados no exercício profissional, quando solicitado pelo paciente ou seu responsável legal.
Parágrafo único: O atestado médico é parte integrante do ato ou tratamento médico, sendo o seu fornecimento direito inquestionável do paciente, não importando em qualquer majoração de honorários.
Em 2010 passou a vigorar a Resolução 1932/2009 do Conselho Federal de Medicina que substituiu o Código de 1988. Veja o que dizem os artigos abaixo e que se encontram nos Princípios Fundamentais.
I - A Medicina  é uma profissão a serviço da saúde do ser humano e da coletividade   e será exercida sem discriminação de nenhuma natureza.
(...)
VIII - O médico não pode, em nenhuma circunstância ou sob nenhum pretexto, renunciar à sua liberdade profissional, nem permitir quaisquer restrições ou imposições que possam prejudicar a eficiência e a correção de seu trabalho.
O não fornecimento de atestado a servidores não poderia ser entendido como um ato de discriminação? A determinação do cartaz não poderia ser entendida como uma interferência em um ato que é privativo do médico?
De acordo com o cartaz, poderia ser entendido que a proibição de fornecer atestado médico é para todos os servidores e não só para aqueles que trabalham no Zona Norte.  E se o servidor que procura um atendimento médico tiver que ficar afastado do trabalho? Vai ter que se deslocar do Zona Norte para o hospital que atende pelo SAMA e aguardar horas para ser atendido? Desumano.
Quanto aos servidores do Zona Norte, estão numa luta por uma gratificação que é concedida aqueles que trabalham em pronto atendimento. No PA do Hospital Municipal a gratificação é concedida. Os servidores do PA da Zona Norte ainda não conseguiram receber essa gratificação.
Se a idéia era diminuir atestados médicos para servidores essa proibição foi um erro. Estão combatendo o “efeito” quando na verdade o que deveria ser combatido é a “causa”. Melhorias nas condições de trabalho, um serviço de medicina do trabalho que cuide da saúde do servidor e não apenas da doença, valorização do servidor do PA Zona Norte através da merecida gratificação. São dessas medidas que o servidor precisa. O servidor é um trabalhador que como qualquer ser humano pode adoecer.
Finalizando, qual a posição do SISMMAR, Conselho Regional de Medicina e Conselho Municipal de Saúde sobre essa proibição? Aguardemos...

PS: espero que não seja aberto outro processo administrativo contra mim por causa desse texto...

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Domingo tem bomba


No domingo publicarei um texto que não vai agradar a administração. É claro que como de costume, será um texto dentro dos preceitos da ética e da liberdade de informação e expressão.

Sindicato e outras entidades provavelmente terão que tomar providências.

Suspense: aguardem o próximo capítulo.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Documentário sobre a participação dos EUA no golpe militar de 1964.


Olá pessoal. Vale a pena assistir o documentário "O Dia que Durou 21 anos”. Ele apresenta os bastidores da participação do governo dos Estados Unidos no golpe militar de 1964 que durou até 1985 e instaurou a ditadura no Brasil. Uma co-produção da TV Brasil com a Pequi Filmes, com direção de Camilo Tavares. Entrevistas com pessoas que participaram daquele momento, militares, políticos. Há inclusive áudios de conversas do presidente Kennedy com o embaixador dos EUA no Brasil falando sobre a forma de intervenção política, militar e financeira.

Seguem abaixo os links do 2º. E 3º episódios.


PS: Agradeço a dica do professor Jairo.


segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O aniversariante do dia: Angelo Rigon.


Completa idade nova o jornalista e blogueiro-mor Angelo Rigon. Vez ou outra lhe chamo, pelos emails, como "tio". Nem sei se ele gosta, mas sempre me tratou muito bem.

Tio, seu trabalho e profissionalismo merece todos os  reconhecimentos possíveis.

Meus sinceros parabéns. Que Deus abençoe você e toda sua família com muita saúde e paz.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

"Casa da luz vermelha" (Celso Blues Boy)

Sou fã do Celso Blues Boy. Um dinossauro do blues brasileiro. Tocou com Raul Seixas e Sá e Guarabira.  Foi  um dos primeiros a cantar blues em português. Estourou na década de 80 com a música "Amenta que isso aí é Rock and Roll". Chegou a tocar com B.B. King, seu ídolo.
 Hoje com 55 anos de idade mora em Santa Catarina e continua sua carreira  tocando o bom e velho rock and roll e muito blues.
 Essa é uma música recente dele. Muito bacana.




Essa é a que mais gosto dele. Vale a pena...

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Grupo Muzenza comemora 30 anos

Esse fim de semana acontece o VIII Maringá Open Muzenza de Capoeira que comemora  30 anos do grupo Muzenza em Maringá.

Programação: 
28/10-sexta-feira - 20h30 - Roda na Academia Moving Center
29/10-sábado - 11hs - Roda na Praça Raposo Tavares(Antiga Rodoviária)
29/10-sábado – 16hs- Comemoração dos 
30 Anos da Muzenza em Maringá, Batizado e Troca de Graduações - Teatro Reviver
No sábado a entrada no Teatro Reviver é gratuita e aberta a toda comunidade 

Segue anexo o cartaz e no link abaixo um pequeno vídeo

Paolicchi é executado a tiros (Do Blog do Rigon)


O ex-secretário de Fazenda de Maringá, Luiz Antonio Paolicchi, seria o homem que foi encontrado morto – possivelmente a tiros – no início desta noite na estrada que dá acesso ao distrito de Floriano. A polícia encontra-se no local e embora o Fiat Ideia preto, placa HDQ-6182, ainda não tenha sido aberto, um policial confirmou que o corpo é dele. O corpo estava no porta-malas do veículo, amarrado; os tiros foram na cabeça e no pescoço. As informações são do repórter Agnaldo Vieira, do Maringá Manchete, que se encontra no local, uma plantação à margem da estrada. A polícia já tinha conhecimento que o ex-secretário e o carro estavam desaparecidos há algum tempo. Detalhes em instantes.
Paolicchi foi a principal personagem do desvio de recursos públicos nas gestões Ricardo Barros, Said Ferreira e Jairo Gianoto, quando foi secretário de Fazenda. Esteve preso durante alguns anos na Penitenciária Estadual de Maringá, e há algum temp0 deixou de comandar a Água Safira.
PS – A Polícia Científica chegou no local por volta das 20h50. Em princípio, teriam sido três tiros, dois na altura da cabeça e um na barriga. Ele tinha 48 anos.
(Fonte: Blog do Rigon)

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

“Senhor Prefeito, apure responsabilidades, não receie fazer mudanças. Mudar, ousar, é necessário”.


O assunto que abordo é a falta de ambulâncias do SAMU-Maringá. Vale lembrar que antes de ser exonerado da função de auxiliar de enfermagem, protocolei uma denúncia no Ministério Público sobre essa situação. Uma sindicância interna da prefeitura foi aberta, mas ao que parece as coisas não mudaram. Situação como essa divulgada hoje pela RPC, acontece há tempos. Dias em que há apenas uma ambulância para atender a população não são novidade. Mas poucos têm conhecimento disso.
Há de se fazer justiça: esses problemas não de responsabilidade dos profissionais do SAMU que atendem a população diretamente. Sem nenhum protecionismo, afirmo que são ótimos profissionais e amam o que fazem. Salvam vidas diariamente, o que também poucos reconhecem.
Sobre a matéria divulgada pela RPC a repórter perguntou: “Das oito ambulâncias que o SAMU possui em Maringá, só tem uma em condições de dar atendimento? Resposta do coordenador do SAMU: “No momento é.  Que... será disponibilizado logo mais as outras duas”. Faça-se justiça o que de fato aconteceu. Mas paramos por aí?  Não há de se apurar responsabilidades?
Depois de tudo que passei nos últimos anos como servidor, o mais cômodo seria ficar calado. Afinal, tenho consciência de que não sou “bem visto” por essa administração. Prova disso é que já fui demitido e graças à justiça e a luta de muitos companheiros reintegrado judicialmente. O que gostaria honestamente de dizer ao prefeito é o seguinte: Senhor Prefeito, a população precisa desse serviço e não pode esperar para ser atendida. Estamos falando em vidas. Em alguns casos, quanto maior o tempo de espera menor é a possibilidade de se salvar uma vida.
Digo mais, Senhor prefeito, isso não pode continuar acontecendo. Apure responsabilidades e não receie fazer mudanças. Mudar, ousar, é necessário. O risco seria piorar. Mas seria possível ficar pior? O que seria pior para o doente do que esperar para ser atendido?

Clique para ver a reportagem da RPC: Aqui.   (Imagens: RPC TV Cultura)

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Do secretário (afastado) Vagner Mússio à um servidor: “Documento é eu que to mandando”

A reportagem da RPC TV Cultura exibiu hoje trechos das conversas do secretário (afastado) de serviços públicos Vagner Mússio. Num determinado trecho em que Mússio solicita o envio de equipamentos públicos para atender uma empresa, quando o funcionário questiona sobre documento, ele responde: “Documento é eu que to mandando”.

O atual secretário é o mesmo que durante a primeira gestão acompanhava manifestações públicas fotografando servidores que delas participavam. Tentou também processar esse blogueiro, mas felizmente a denúncia foi arquivada.

Mas veja só. A perseguição contra mim culminou com minha exoneração e posteriormente com minha justa reintegração. Voltei com humildade sim, mas de cabeça erguida. Como o mundo dá voltas...

PS: Como esse texto tem caráter informativo, usando como fonte a reportagem da RPC, acredito que dessa vez não serei processado.
Assista a reportagem aqui. 

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Secretário municipal de serviços públicos de Maringá é afastado do cargo pela justiça:

Vagner Mussio, três funcionários públicos e dois empresários foram denunciados criminalmente pelo MP-PR

O Ministério Público do Paraná, a partir de investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e da Promotoria de Justiça de Proteção do Patrimônio Público de Maringá, propôs denúncia criminal contra o secretário municipal de Serviços Públicos Vagner Mussio, três funcionários públicos e dois empresários pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, peculato, prevaricação, condescendência criminosa. O MP-PR requereu liminarmente o afastamento dos servidores denunciados de suas funções públicas durante a tramitação do processo, o que foi concedido pela Justiça (inclusive o secretário). 

A ação penal foi recebida pelo Juízo da 2ª Vara Criminal de Maringá (autos PIC nº 10.514.4/2010). O MP-PR sustenta que os acusados estariam envolvidos em um esquema de propinas para favorecimento na prestação de serviços públicos e privados de remoção/poda de árvores na cidade.


 

domingo, 9 de outubro de 2011

Minha produção nesse domingo.


Sou fã da Plebe Rude. Para mim uma das maiores bandas do rock brasileiro da década de 80. Tinha letras que traziam uma forte crítica política.
Hoje fiz uma gravação em casa de "Até quando esperar" a mais conhecida da Plebe. Ainda tô aprendendo a 
mexer no programa de gravação. Não é fácil gravar cada  instrumento, mas  chego lá.

Boa semana à todos.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

A questão é: falta ética.

Oi pessoal. Quero  agradecer à todos que  divulgaram a bem humorada  "obra" musical  “Tiro a camisa sim”. Vários blogs divulgaram, vários compartilhamentos no facebook  e quase 400 acessos no youtube. Os comentários foram muito bons.  Bacana isso.

 Apelei para o humor para satirizar um fato que na verdade não teve nada de engraçado. Pelo contrário, foi vergonhoso. E pior, não deu em nada. 

Tivesse um cidadão comum tirado a camisa dentro da Câmara, ou sequer se manifestado,  teria sido retirado de lá à força. Mas como existem vários pesos e várias medidas...Sempre digo que  todos são iguais, mas uns mais iguais que os outros.

A questão é: falta ética.

domingo, 2 de outubro de 2011

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Vereador John impede votação tirando a camisa



O vídeo é do Blog Maringá Manchete. O vereador John Alves, aquele dos lap tops, impede votação na Câmara ameaçando ficar pelado chegando a tirar a camisa.
Uma alta de respeito total com a população. Se fosse um manifestante apenas falando palavras de ordem teria sido retirado pela polícia Mas como é um vereador...


E aí vereadores, vão propor a cassação do nobre par?

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Eleições do Sismmar.


Por um sindicato à serviço dos servidores e não do governo peço seu voto na Chapa 2 Renovação, a chapa da CSP Conlutas. Oposição à atual gestão do Sismmar. 

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Na eleição da APP Sindicato Vote Chapa 2

Hoje é dia de eleição da App Sindicato. Para fortalecer o sindicato em defesa da educação pública, gratuita, laica e de qualidade e para defender os interesses dos trabalhadores em educação peço voto para “Chapa 2 App de luta, pela Base” .