quarta-feira, 31 de outubro de 2012

OS SERVIDORES MUNICIPAIS MERECEM RESPEITO


Colegas servidores e servidoras.

Quero compartilhar com vocês uma reflexão sobre o resultado da eleição e o que isso representa para nós servidores. Importante dizer que não é meu objetivo defender ou atacar A ou B, longe disso.  Reconheço que a vontade de escrevê-lo surgiu após ouvir o relato de servidores sobre situações as quais tem sido submetidos em seus locais de trabalho e suas indagações sobre que virá pela frente.
  Para essa reflexão é importante trazer à luz o artigo169 do Estatuto do Servidor que diz assim:
“Art 169: São deveres do servidor: I- exercer com zelo e dedicação as                atribuições do cargo; II- ser leal às instituições a que servir;”

  Ou seja, exercer as funções com zelo e dedicação é nossa obrigação fundamental, isso é importante. Cumprir com nossas obrigações de servidores é a melhor resposta que podemos oferecer contra qualquer tipo de perseguição e injustiça.
 A população que recebe nossos serviços essa sim é o patrão do servidor. E mais, o cargo de prefeito deve ser visto como um funcionário tanto quanto qualquer outro servidor, guardadas as devidas diferenças. Por exemplo, diferenças de responsabilidades. É ele que vai administrar a “máquina” que o servidor diariamente põe em funcionamento. Prova de que o prefeito é um funcionário assim como nós é que o salário dele, assim como o nosso, vem dos impostos pagos pelo contribuinte.
Sim, os servidores vão continuar fazendo sua parte e continuarão esperando o respeito por parte da administração. Dou um exemplo recente de desrespeito. Uma chefia durante toda a campanha usou, no local de trabalho, o famoso boton 3D do seu candidato. Não bastasse isso após a eleição e com a vitória de seu candidato, no ambiente de trabalho, comemora aos gritos e em tom provocativo: “É onze, é onze, vão ter que engolir”. Ou seja, além de fazer política no local de trabalho usa de ironia para com os servidores que ousam pensar de forma diferente. Para poupá-la de uma exposição ao ridículo não citarei o local onde isso está acontecendo. Mas posso confirmar a seu superior se for perguntado. Quem sabe seus superiores possam lhe advertir que esse não é o comportamento condizente com a administração pública que deve ser pautada nos princípios constitucionais da ética, da moralidade e por que não dizer da urbanidade prevista no estatuto do servidor.
Colegas, prefeitos vem e vão. Nós servidores ficamos.  Não aceite injustiças e não alimente expectativas, pois nossos direitos e o respeito não nos são dados, mas sim conquistados.
De cabeça erguida, vamos em frente.

3 comentários:

  1. Exatamente por conhecer a lei, o artigo 169 do Estatuto do Servidor que diz assim:
    “Art 169: São deveres do servidor: I- exercer com zelo e dedicação as atribuições do cargo; II- ser leal às instituições a que servir;”Ou seja, exercer as funções com zelo e dedicação é nossa obrigação fundamental, isso é importante. Cumprir com nossas obrigações de servidores . Ponto é só isso o que o sindicato deveria parar de fazer agora é tumultuar o que está tudo bem, pois sentar em cima do próprio rabinho é muito bom ou vc se esquece que na época do PT a estrelinha vivia passeando nos prédios públicos, agora o que cai mal é essa pressão de querer atrapalhar a administração que vai muito bem obrigado, e se continuarem fazendo com que funcionários partidários e sindicalizados atrapalhem o bom andamento da gestão atual principalmente na área da educação, a população será avisada da incoerência do discurso petista e a ação de fato. atentem para isso.

    ResponderExcluir
  2. Onde isso aconteceu? Só quero confirmar minha duvida.

    ResponderExcluir
  3. Oi Flanklin

    Não acredito que 'funcionários partidários ou sindicalizados' como disse, atrapalhem a administração. Bo seria se todos os servidores fossem sindicalizados.

    Mas não é por não concordar com você que deixei de liberar seu comentário. Tdo de bom.

    ResponderExcluir