quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Dinheiro público poderá financiar evento evangélico (Do Ângelo Rigon)


Um projeto que deve causar polêmica em Maringá: os vereadores Luciano Brito (PSB) e Ulisses Maia (PP) estão apresentando projeto dando dinheiro público – R$ 50 mil – para a realização da “Marcha para Jesus”, evento evangélico realizado na cidade, assim como em outras de todo o país. A festa faz parte do calendário municipal, no terceiro sábado de maio. O dinheiro seria destinado à Ordem dos Pastores Evangélicos de Maringá (Opem), que  aplicaria os recursos na marcha. Só para lembrar, o jurídico do Legislativo é ocupado por um ex-presidente e atual vice-presidente da Opem (Elizeu Carvalho) e Brito é ligado à Assembleia de Deus.
Acontece que outros eventos religiosos da cidade – como o Hallel, uma das maiores festas do Paraná – não recebem dinheiro público, ainda mais via lei municipal. O precedente é perigoso e trará à tona, de novo, a discussão sobre o estado laico.
Do Blog do Ângelo Rigon
Meu comentário: O dinheiro público não deve patrocinar eventos religiosos. Enquanto isso moradores da ocupação do Atenas tem o aluguel social negado.  Papai do céu não gosta de injustiça...

Nenhum comentário:

Postar um comentário