terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Crianças da ocupação Atenas II estão fora das creches.




Segundo o coordenador do Movimento Trabalhadores por Moradia uma moradora da ocupação Atenas II teve negada uma vaga em uma creche municipal após se identificar como moradora da ocupação. Segundo ela, a primeira vez que foi à creche foi solicitado para ela providenciasse os documentos, pois havia vaga para seu filho. Quando voltou para entregar os documentos ela não apresentou o comprovante de residência (talão de água ou luz) pois mora na ocupação. A partir daí, segundo ela, lhe foi dito que não poderiam fazer a matrícula pois ela não tinha o comprovante de endereço.
Mediante isso os moradores se dirigiram à prefeitura onde acontecia uma reunião com representantes da SASC (Secretaria de Assistência Social e Cidadania) e várias entidades sociais. O coordenador do movimento Claudio Timossi e a moradora que teve negada a vaga na creche usaram a palavra  denunciando a situação e pedindo providências. Enquanto isso outros moradores da ocupação levantavam cartazes que cobravam as vagas em creche.
Os moradores se dirigiram a Promotoria da Vara da Infância e protocolaram uma representação de sua assessoria jurídica, que relatava a atual situação dos moradores quer estão sem ligação de água e luz. Mediante isso a promotora expediu um oficio destinado à Secretaria Municipal de Educação para que as crianças da ocupação sejam matriculadas nas creches. Foram expedidos ainda um ofício à Copel e Sanepar para que seja ligadas a água luz.
(Fonte: Movimento dos Trabalhadores por Moradia)
(Foto Agnaldo Vieira Maringá Manchete)

Nenhum comentário:

Postar um comentário