quarta-feira, 31 de julho de 2013

REMANEJAMENTO EM MASSA DE AUXILIARES DE ENFERMAGEM DA UPA ZONA SUL E HOSPITAL MUNICIPAL DE MARINGÁ.

Segundo informações auxiliares de enfermagem lotados na UPA Zona Sul e Hospital Municipal estariam sendo remanejados em massa nos próximos dias para unidades de saúde do município. Esses profissionais experientes nos serviços de em pronto atendimento e emergências estariam sendo substituídos por técnicos de enfermagem, legalmente concursados, diga-se de passagem.
Houve assembléias para tratar do tema, mas como não estou lotado nesses setores não tive conhecimento de quando elas aconteceram  e não tive a oportunidade de acompanhar essa discussão. Honestamente, não sei se esse remanejamento é uma determinação do Coren, do Ministério da Saúde ou da própria administração. Não sei quem é “o pai da criança”. Deixando claro que não há nenhuma contrariedade quanto à contratação dos técnicos de enfermagem concursados. A questão é a forma. Por exemplo, entre esses auxiliares de enfermagem há um grande número que passou nesse concurso para técnico. Não poderiam eles fazer a transposição de cargo e continuar no mesmo setor de trabalho?
O objetivo desse texto é registrar uma justa homenagem ressaltando a competência desses auxiliares de enfermagem da UPA Zona Sul e Hospital Municipal, que experientes nos setores em pronto atendimento e emergências prestaram um ótimo atendimento à população durante anos. Se vocês ouviram a justificativa de que se trata de uma questão de “competência”, vos digo que competência técnica e moral não lhes falta.
Imagino o transtorno que esses remanejamentos causarão aos colegas. Toda mudança traz transtornos e para muitos.  Mas se sintam abraçados pelos colegas que ficam.
Finalizando, penso que num primeiro momento, quem perde é a população que sempre foi bem atendida por esses auxiliares de enfermagem da UPA e do Hospital Municipal. Por outro lado, a população dos locais para onde serão remanejados ganhará, pois estará recebendo ótimos profissionais.
Minha solidariedade e reconhecimento à tod@s auxiliares de enfermagem da UPA Zona Sul e Hospital Municipal.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Indeferida liminar em mandado de segurança que questiona Programa Mais Médicos



O ministro Ricardo Lewandowski, presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal, indeferiu pedido de liminar formulado pela Associação Médica Brasileira (AMB) em Mandado de Segurança (MS 32238) impetrado contra ato da presidente da República, Dilma Rousseff, referente à edição da Medida Provisória 621/2013, que instituiu o Programa Mais Médicos.

Revalidação
No MS 32238, a AMB alega que as regras estabelecidas na MP, “a despeito de seu cunho social”, violariam disposições constitucionais e ofenderiam direitos individuais como o do livre exercício profissional. Sustenta também que o Executivo teria desrespeitado o devido processo legislativo e deixado de observar os pressupostos constitucionais de relevância e urgência para a edição de medida provisória (artigo 62 da Constituição Federal).
Com relação ao programa propriamente dito, a associação argumenta que a necessidade de revalidação de diplomas obtidos no exterior é “direito líquido e certo da classe médica e da população”, e que o programa, ao impor o exercício profissional de seus participantes em locais predefinidos, limitaria “o exercício pleno da dignidade da pessoa humana”. A entidade sustenta ainda que a MP viola o artigo 37, inciso II, da Constituição ao permitir o ingresso de profissionais estrangeiros sem prévia aprovação em concurso público.

Programa
De acordo com o Ministério da Saúde, o objetivo do programa é levar mais médicos às regiões mais carentes, sobretudo nos municípios do interior e na periferia das grandes cidades, concentrando-se na atenção básica. A medida faz parte de um esforço para a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e para acelerar os investimentos em infraestrutura em hospitais e unidades de saúde.
Até quarta-feira (24), o Ministério informou que 2.552 municípios já haviam feito inscrição no programa, dos quais 867 na Região Nordeste, de maior vulnerabilidade social. Após o encerramento das inscrições, os médicos brasileiros que aderiram ao programa poderão escolher os locais em que pretendem trabalhar, e somente as vagas não preenchidas serão oferecidas aos médicos estrangeiros. Os profissionais receberão bolsa de R$ 10 mil e ajuda de custo, e frequentarão curso de especialização em atenção básica ao longo dos três anos do programa.

Decisão
Ao indeferir a liminar, o ministro Lewandowski assinalou que, “em que pesem os elevados propósitos da AMB”, dados oficiais demonstram que, de 2003 a 2011, o número de novos empregos para médicos superou em 54 mil o número de graduados em medicina no país. “O Brasil possui apenas 1,8 médicos para cada mil habitantes, desigualmente distribuídos”, afirmou, lembrando que a média é inferior à de países como a Argentina (3,2), Uruguai (3,7), Portugal (3,9), Espanha (4), Itália (3,5) e Alemanha (3,6). Outro aspecto mencionado diz respeito ao percentual de médicos formados no exterior, de 1,79%, em comparação com a Inglaterra (40%), Estados Unidos (25%) e Canadá (17%).
Tais dados, segundo o ministro, apontam que o programa “configura uma política pública da maior importância social, sobretudo ante a comprovada carência de recursos humanos no SUS”. O cenário, a seu ver, “indica a existência de periculum in mora inverso, ou seja, o perigo na demora de fato existe, porém milita em favor da população”.
Para o ministro Lewandowski, “não é dado ao Judiciário, como regra, proceder à avaliação do mérito de políticas públicas, especialmente no tocante ao reexame dos critérios de sua oportunidade e conveniência”, que são objeto de decisões de cunho político. No exame preliminar da questão, por sua vez, o ministro constata que as razões articuladas pela AMB parecem ter como objetivo a declaração de inconstitucionalidade da MP 621 sem apontar, no entanto, nenhuma situação concreta. “A AMB somente apontou inconstitucionalidades in abstracto”, afirma. “Entretanto, como se sabe, o mandado de segurança não é sucedâneo de ação direta de inconstitucionalidade”, prossegue, citando precedentes do STF neste sentido.
Com relação à alegação de ausência de relevância e urgência, a decisão esclarece que não compete ao STF aferir a presença de tais critérios, e sim ao Executivo e ao Legislativo, a não ser em casos de flagrante desvio de finalidade ou abuso de poder. “Em uma primeira análise, tais vícios não se afiguram evidentes, e não me parece juridicamente possível discutir, com certeza e liquidez, critérios políticos de relevância e urgência na via estreita do mandado de segurança, que sequer admite dilação probatória”, concluiu.

Fonte: STF (http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=244250)

terça-feira, 23 de julho de 2013

De idade nova


Completando idade nova Tisley Barbosa. Tisley é ator, diretor, professor, músico, compositor e servidor municipal (ufa!). Quem quiser conhecer um pouquinho mais do seu trabalho é só acessar seu site http://www.tisleybarbosa.com.br/.  

Parabéns, felicidades e sucesso. 

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Vende-se casa no Pq. das Bandeiras

Uma colega servidora está vendendo uma  casa no Pq. Das Bandeiras, com 136m2 de construção e 192m2 de terreno, contendo 03 quartos GRANDES, sendo um deles suíte com closet, pia duas cubas, sala dois ambientes, cozinha planejada, jardim de inverno, lavanderia coberta, churrasqueira, aquecedor solar, equipada com cerca elétrica, alarme, a duas quadras da Av. Kakogawa, próxima à todo tipo de comércios, igrejas, escolas, ponto de circulares. Aceito como parte de pagamento apartamento até R$ 240.000,00.


Interessados falar com Ester (44) 3246 6061

sábado, 20 de julho de 2013

Fábrica de aviões seria uma nova enganação (Título do Rigon)

Fábrica de aviões seria uma nova enganação (Título do Rigon)


 Governador Beto Richa pode ter embarcado num voo de galinha; golpista Luigino Fiocco, que promete investir R$ 174 milhões e gerar mil empregos em Maringá, foi condenado a seis anos de prisão, na Itália, por fraude idêntica; seria o mico do ano?

Na quarta-feira (17), este blog registrou que o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), assinou protocolo para instalação de fábrica de helicópteros e aviões no município de Maringá; também lembrou que o tucano gosta como ninguém desse tipo de “brinquedinho” caro e que teria oportunidade de cumprir promessa de campanha, em 2010, para transportar doentes do interior até a capital com as aeronaves. Entretanto, Richa pode ter sido vítima de uma grande fraude internacional. Leia a investigação de Heraldo Gomes Alesco Neto, especial para o blog:

AvioInternational – Uma fraude!
A notícia de que uma empresa Suíça irá fabricar 600 helicópteros por ano no Paraná impressiona. À primeira vista parece ser um grande negócio, mas um pouco de dúvida nos faz achar que se trata de um negócio da China, ou ainda, uma fraude.
A indústria da aviação civil não é esse paraíso que a empresa pintou aqui no Paraná. Desde que me conheço por gente e trabalho com isso, nunca ouvi falar nesses números que essa empresa aponta.
Conforme matéria divulgada na Folha de São Paulo, em São Paulo temos a 2ª maior frota de Helicópteros do mundo, ficando atrás apenas de NY, com 420 aeronaves registradas.
Como uma empresa irá fabricar em um ano 600 unidades? Que capacidade de produção é essa? Para qual mercado?
Como poderão ver nesse artigo do “Asa Rotativa”, que reúne informações do setor, dá para visualizar um panorama do mercado de helicópteros no mundo. Em momento algum você vai encontrar números como o que essa empresa promete fabricar, quanto menos alguma informação sobre a própria empresa, a AVIO INTERNATIONAL.
A única fábrica de helicópteros operando no Brasil é a HELIBRAS, parceira mundial da EUROCOPTER, que nos seus mais de 35 anos de operação no Brasil, produziram apenas 464 helicópteros Esquilo.
Como uma indústria Suíça que ninguém conhece será capaz de fabricar 600 unidades em 01 ano? Independente do modelo proposto pela empresa, isso é impossível.
Se analisarmos brevemente o site da AVIO INTERNATIONAL, percebemos que trata-se de um site pronto, sem nenhum tipo de segurança, um site muito simples para uma indústria aeronáutica. Um site sem informações e dados concretos que passem credibilidades.
Se eu fosse comprar uma aeronave, uma simples consulta iria me fazer desistir dessa marca (caso ela fosse uma fábrica de verdade). O site disponibiliza 03 modelos que de longe se parecem com aeronaves de verdade. Mais parecem protótipos ou algum tipo de experimental, nada parecido com uma aeronave comercial.
Outra análise simples de se fazer é avaliar os sites das principais fabricantes do setor: Eurocopter, Agusta. A diferença é gritante.
No site Villa Cidro tem uma reportagem relatando um pouco da atuação do presidente da AVIO INTERNATIONAL, Luigino Fiocco, relatando uma fraude que o empresário teria cometido usando esse mesmo esquema, envolvendo fábricas de aeronaves.
Outras informações sobre possíveis fraudes cometidas por Fiocco estão espalhados por blogs na Europa e mais notícias sobre uma possível fraude envolvendo Fiocco.
Fiocco já foi condenado por uma série de fraudes envolvendo a empresa AVIOTECH, incluindo uma empresa fantasma chamada AVIOBRASIL, que nunca produziu uma aeronave sequer.
Luigino Fiocco se diz inventor e mantém uma página na internet muito caseira com um contato do “Yahoo” e do “Skype”. Esse é o primeiro presidente de indústria aeronáutica que disponibiliza na internet um perfil caseiro e um contato em conta de e-mail pública.
No site da empresa, no campo contato, você encontrará também um e-mail “Yahoo” para contato e o endereço de uma região de Lugano, de pouco mais de 3 mil habitantes. Não se encontrará mais informações disponíveis, principalmente histórico da empresa e sócios.
Uma série de fatos que precisam ser apurados por qualquer governo sério antes de assinar acordos, protocolos e benefícios e isenções fiscais.
A prefeitura de Maringá, através do trabalho do ex-deputado Ricardo Barros (PP) já está disponibilizando um terreno para a implantação dessa empresa, mas qual empresa? Essa fantasma?
Qualquer piloto ou profissional de aviação sabe que essa empresa e seus projetos são uma fraude.

*Heraldo Gomes Alesco Neto, especial para o blog.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Enquanto isso na capital do estado...


Prefeito veta projeto de 30 horas para enfermagem (Do Ângelo Rigon)

O prefeito Carlos Pupin (PP) vetou totalmente o projeto de lei de autoria dos vereadores de Maringá, aprovado no último dia 18, que estendeu aos enfermeiros a jornada de trinta horas semanais que hoje beneficia os cargos de serviço social, psicologia, fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, nutrição e farmácia, bem como os enfermeiros e técnicos em radiologia, pertencentes ao quadro de servidores efetivos ou submetidos ao regime de emprego público. “Se promulgado este projeto, acarretará a necessidade de aumentar o número de vagas do cargo de enfermeiro e de contratar novos servidores para suprir a demanda da rede municipal de saúde e de servidores do Nasf (Núcleo de Apoio à Saúde da Família)”, justifica. “De acordo com a Portaria Ministerial nº, 2.027, de 25 de agosto de 2011, obrigatoriamente, os servidores que atendem ao Nasf devem cumprir a carga horária de 40 horas semanais para que o município continue recebendo os incentivos financeiros repassados pelo Ministério da Saúde”, acrescenta. No primeiro semestre deste ano, os vereadores derrubaram cinco projetos que haviam sido vetados por Pupin.

domingo, 14 de julho de 2013

Trabalhadores do SAMU de Maringá prestam sua homenagem ao servidor municipal Ademir Félix de Jesus


video


















Trabalhadores do SAMU de Maringá prestaram sua última homenagem ao servidor municipal Ademir Félix de Jesus. As ambulâncias do SAMU acompanharam o cortejo de Ademir até o Cemitério Parque. Recentemente Ademir trabalhava no SAMU onde acompanhava o conserto das ambulâncias.  Ademir foi ativista do movimento contra a discriminação racial.  Militou nos movimentos sindicais e sociais. Nos sepultamento foram prestadas homenagens do movimento contra desigualdade racial. A despedida aconteceu sob uma salva de palmas.

Importante: As ambulâncias que participaram do cortejo não estavam em serviço e servidores participaram voluntariamente. 


sábado, 13 de julho de 2013

NOTA DE FALECIMENTO

É com pesar que informo a morte de Ademir Félix de Jesus. Um ativista que sempre militou nos movimentos sindicais e sociais. Recentemente estava trabalhando no SAMU onde certamente todos sentirão sua falta. O velório começa a partir das 20:30 horas no salão da Igreja São Judas Tadeu, na Av. das Palmeiras. O sepultamento será as 14:30 horas desse domingo no Cemitério Parque. Nossos sentimentos à toda sua família.