segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Eleição para CPA da Educação. Eu apoio Priscila Guedes

Começou  hoje a eleição para Comissão de Prevenção de Acidentes de servidores da Secretaria de Educação.As eleições terminam na sexta feira.

Eu apoio a servidora Priscila Guedes que sempre foi comprometida com as causas não só da Educação mas de todos os servidores.

Ajude a fiscalizar e qualquer dúvida consulte o edital que está na sua unidade escolar ou ligue para o sindicato no 3269-1782 ou para o celular da candidata 9951-1604.

Essa batalhadora merece o voto dos servidores da Educação.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Ricardo Barros fica nervoso ao ser questionado sobre a fábrica Avio (Agnaldo Vieira , Maringá Manchete)


O repórter Agnaldo Vieira tentou uma entrevista na tarde desta quinta-feira com o secretário da Indústria e Comércio do Paraná, Ricardo Barros, para que ele comentasse a respeito de como anda a intenção da instalação da fábrica de helicópteros Avio International Holding em Maringá.
O repórter já havia questionado há 15 dias o Governador Beto Richa sobre as denúncias contra a empresa e seu proprietário Luigino Fiocco, Richa havia dito que não via nenhum problema no proprietário da empresa já ter sido preso, até por que qualquer empresário passa por dificuldades, e que o Governo não havia liberado nada para a fábrica, e que somente existe uma intenção de instalação. Richa complementou ainda sobre a idoneidade da empresa, inclusive dizendo que o seu Secretário esteve na  Suiça, sede da suposta fábrica que até hoje não produziu nenhuma aeronave, e teria fotografado algumas aeronaves sendo produzidas.
Ricardo Barros ao ser questionado pelo repórter Agnaldo Vieira (site Manchete e rádio Atalaia) perdeu totalmente a compostura e se irritou, dizendo que "vocês da imprensa ficam que nem urubus torcendo para que o negócio dê errado", Vieira perguntou das fotos, Barros disse que tinha mas não as mostrou, diante da recusa e da inexplicável irritação do Secretário, o repórter então lhe virou as costas, quando Barros continuou a dizer que na hora certa iria falar sobre o assunto, nos corredores da Câmara de Vereadores de Maringá, onde acontecia uma sessão solene, Vieira retrucou dizendo que agora não lhe interessava mais as declarações do ex-prefeito e ex-deputado.

Para ouvir clique aqui:
(Do Agnaldo Vieira do Site Maringá Manchete)

domingo, 8 de setembro de 2013

ÁRVORE CAUSA RACHADURAS E MORADOR AGUARDA PROVIDÊNCIAS DA SEMUSP.



 As fotos demonstram uma árvore pressionando a rede elétrica e o poste. A situação é perigosa. A árvore pressionando o poste já causou rachaduras no muro pondo em risco as pessoas que moram na casa. Detalhe: o morador protocolou um pedido para que a prefeitura tome providências e até o momento nada.
Casos assim acabam gerando para prefeitura obrigações de reparar os danos. Ou seja, quem acaba pagando é o cidadão que paga seus impostos.
Fica a solicitação para que a SEMUSP, que tem como secretário o senhor Vagner Mússio, tome providências antes que danos maiores sejam causados. A casa fica na Rua Quintiliano Diniz de Souza n°500-B, no Jardim Paris III.


sexta-feira, 6 de setembro de 2013

NOTA DE REPÚDIO CONTRA A VIOLÊNCIA COMETIDA CONTRA ESTUDANTES DA UEM

Não é de hoje que procura-se relacionar os estudantes da UEM ao estigma de “baderneiros” e “desordeiros”.  Esse estigma acaba sendo empregado para justificar ações de violência como as ocorridas ontem.  Interessante que em épocas de vestibular milhares de vestibulandos são recebidos de braços aberto$.
 Ao contrário do que está sendo publicizado, ontem não estava acontecendo um sarau na UEM.  E mesmo que estivesse de forma alguma justificaria ações violentas.
Evitemos generalizações. Há sim agentes comprometidos com a função pública e a exercem com respeito às pessoas e sua dignidade.  Por outro lado, há aqueles que cometem desvios de conduta. Esses devem responder por seus atos, no rigor da lei.
O episódio de ontem comprova duas realidades. Primeiro o total despreparo dos agentes que atuaram nessa situação. Segundo, a existência de uma cultura de repressão que desrespeita direitos dos estudantes. Cultura  essa incompatível com o Estado Democrático de Direito.
Finalizando, nada justifica as violentas agressões contra esses estudantes. Toda a comunidade acadêmica, DCEs, Centros Acadêmicos, Conselho Universitário, SINTEMAR, SESDUEM, professores, estudantes, TODOS devem mobilizar-se imediatamente e exigir que a instituição apure as responsabilidades e puna os responsáveis. Exigir o fim da repressão dentro do campus da UEM. Exigir também a capacitação de seus agentes para que esses cumpram sua função essencial: zelar pelo patrimônio público.
Minha solidariedade aos estudantes que foram violentamente agredidos e meu repúdio a ação violenta desses agentes.


Paulo Vidigal, acadêmico de Direito da Faculdades Maringá, filiado ao PSTU.

 


quinta-feira, 5 de setembro de 2013

NO LUGAR DE ÁRVORES ESTACIONAMENTO



Hoje pela manhã máquinas começaram a trabalhar nessa mata que fica nos fundos do Hospital Municipal. Segundo informações, parte da mata será derrubada e dará espaço à um estacionamento de um prédio do CISAMUSEP que ali será construído. 

Detalhe, a mata é habitat de um grande número de saguis e tem vários ninhos de pássaros. 

Faz recordar a demolição da antiga rodoviária, que após o anúncio de vários projetos o local acabou se transformando em estacionamento.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Pois é...

Via FB do Rodrigo Tomazini
"Utilizar máscaras não pode, está até dando cadeia. Agora, votar secreto e livrar a cara dos saqueadores do povo´, isso pode....não dá nada pra ninguém".

Frase do dia


“Há aqueles que lutam um dia; e por isso são bons. Há aqueles que lutam muitos dias; e por isso são muito bons. Há aqueles que lutam anos; e são melhores ainda. Porém, há aqueles que lutam toda a vida; esses são os imprescindíveis”
(Bertolt Brech)