quarta-feira, 23 de outubro de 2013

“A mudança continua”, uma mudança em que nada mudou.



 “A mudança continua”. Esse foi o slogan usado pela atual administração nas ultimas eleições. Devido os últimos acontecimentos é interessante refletir sobre o significado da palavra “mudança”.  Do latim “mutare” é sinônimo de “alterar, modificar, transformar, trocar de lugar”.
Porém, não diferente das gestões em que o atual prefeito era vice, é impossível dizer que essa mudança exista. Explico. Como na gestão anterior, recentemente jornais tem divulgado a terceirização da coleta do lixo. Não são poucas as reclamações sobre o lixo acumulado nas ruas. Alega-se dificuldade de contratação de coletores. Na verdade o baixo salário oferecido pela administração aos candidatos à coletor não atrai mesmo.
Falando da Saúde, a “mudança” também não chegou por lá.  O SAMU de Maringá, por exemplo, enfrenta problemas há tempos. Falta de ambulâncias, falta de contratação de servidores e não diferente, salários baixos. Vale lembrar que durante a greve do SAMU, uma das promessas feitas pela atual administração foi a aquisição de cinco ambulâncias para o SAMU. Mas a promessa não saiu do papel.
Sobre contratação de cargos de confiança a atual administração superou a anterior contratando um número maior de cargos comissionados. Muitos deles cabos eleitorais e ex-candidatos a vereador que não conseguiram se eleger. Os servidores de carreira continuam desvalorizados e aguardam um plano de carreira que se arrasta lentamente. Aqui, nada mudou também.
Em resumo, na realidade não aconteceu a “mudança” prometida  porque o modelo de gestão é o mesmo. Precarização dos serviços públicos e privatizações. Alguns dizem “terceirização, parcerias”. Que nada mais é do que a entrega de serviços que deveriam ser realizados pela administração pública nas mãos da iniciativa privada, leia-se empresários. A finalidade da gestão pública, além de outras nobres, é prestar serviços públicos de qualidade e não servir para dar lucro à empresários.  
            Finalizando, “A mudança continua”, porém uma mudança em que nada mudou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário