segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Ministério Público abre procedimento para investigar repasse de R$ 1,5 milhão para feira aeronáutica (Da Assessoria de Imprensa do vereador Carlos Mariucci)

Câmara aprovou em segunda discussão projeto do Executivo autorizando a administração municipal a firmar Convênio com Terminais Aéreos de Maringá SBMG S.A e Expoair Exposições e Eventos Ltda, visando repasse de R$ 1,5 milhão para a realização do evento 17ª Edição da Expo Aero Brasil
Na manhã desta segunda-feira (02) o vereador Carlos Mariucci (PT) foi ao Ministério Público com objetivo de ter um parecer da Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público da comarca de Maringá sobre o repasse de dinheiro público para a feira aeronáutica Expoair. 
Ao visitar o promotor Pedro Ivo Andrade o vereador Carlos Mariucci foi informado que o MP já instaurou procedimento para investigar o caso.
“Minha intenção era ter um parecer do Ministério Público e tivemos a boa notícia que o MP já abriu processo para investigar possíveis irregularidades no repasse, que consideramos absurdo” frisou o vereador. 
Quinta-feira da semana passada (28 de novembro) a Câmara aprovou em segunda discussão projeto do Executivo autorizando a administração municipal a firmar Convênio com Terminais Aéreos de Maringá SBMG S.A e Expoair Exposições e Eventos Ltda, visando repasse de R$ 1,5 milhão para a realização do evento 17ª Edição da Expo Aero Brasil – EAB-2014, programada para os dias 28 e 31 de agosto de 2014. O chamado Procedimento Preparatório foi instaurado no mesmo dia em que o projeto foi aprovado em segunda discussão (28 de novembro). 
Os vereadores Carlos Mariucci (PT), Mário Verri (PT), Humberto Henrique (PT) e Dr Manoel (PC do B) votaram contra a proposta.
“Temos outras demandas muitos mais importantes. Nossas casas terapêuticas, por exemplo, estão abandonadas pela prefeitura e as igrejas continuam fazendo um trabalho exemplar na recuperação dos dependentes químicos, mesmo sem a devida ajuda do município. A coleta de lixo está precária. As filas por consultas especializadas na saúde pública estão enormes. A Avenida Morangueira continua cheia de buracos. Com tantas demandas ainda querem destinar R$ 1,5 milhão para um evento privado? E pior: esse valor é só o inicial. Estima-se que tudo isso pode custar cerca de R$ 8 milhões aos cofres maringaenses ”, critica Carlos Mariucci. 

O projeto será avaliado em terceira discussão nessa terça-feira (03). 


(Da Assessoria de Imprensa do vereador Carlos Mariucci)

Nenhum comentário:

Postar um comentário