sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

CURSO DE RAPEL BÁSICO E ESPORTIVO



Nos dias 22 e 23 desse mês a “Rapel & Cia Paraná” vai realizar mais um Curso de Técnicas Verticais, Rapel Básico e Esportivo. O curso será realizado no primeiro dia em Maringá e no segundo em Mauá da Serra. É uma ótima opção para quem gosta de esporte com  toda segurança. Todo o material para a realização das aulas é por conta da escola.
 Já participei e participarei novamente.

Informações pelos telefones (44) 9951.1041 com Cleverson ou (44) 9831.4925 com Katiuce.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Assessor de Pupin é condenado a indenizar catadora (Por Ângelo Rigon)

O ex-vereador Aparecido Domingos Regini, o Zebrão (PP), assessor do prefeito Carlos Roberto Pupin (PP) e presidente de honra do Maringá Futebol Clube, foi condenado a indenizar por danos morais em R$ 10 mil sua ex-cabo eleitoral Silvia de Moura Guedes. A condenação, pelo juiz Mário Seto Takeguma, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, é de 3 de outubro passado e foi publicada hoje. Sobre o valor incidirá correção pelo INPC e juros de mora de 1% ao mês, a contar daquela data. Ele foi condenado ainda ao pagamento de 50% das custas processuais de 15% do valor da condenação. A Câmara Municipal de Maringá foi declarada parte ilegítima na ação. Silvia de Moura Guedes era catadora de recicláveis quando, em 2009, descobriu que tinha sido servidora do Legislativo entre agosto e dezembro de 2008, ano em que trabalhou como cabo eleitoral de Zebrão, ganhando por isso R$ 500,00. Ela só descobriu que tinha sido nomeada quando tentou receber seu PIS; como “servidora”, naquele período ela “recebeu” R$ 10.258,69. O caso foi denunciado por este modesto blog (aqui).
Fonte: Blog do Rigon.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

CÂMARA REPASSA R$ 2 MILHÕES AO MUNICÍPIO. ENQUANTO ISSO AS VIATURAS DO SAMU...



No início do ano passado após várias denúncias na mídia sobre a falta de ambulâncias no SAMU uma comissão vereadores se reuniu com servidores daquele setor. Os vereadores solicitaram que os problemas fossem colocados no papel e protolocado na Câmara, o que foi feito. Nessa reunião um dos vereadores disse que a Câmara havia doado um veículo para a SASC e que tentariam viabilizar a doação de um veículo para o SAMU para ser usado como Suporte Avançado. No palavreado simples, o Suporte Avançado é o veículo que leva a equipe composta de um médico(a), um enfermeiro(a) e um condutor-socorrista para atender pessoas que correm risco de vida e necessitam de uma intervenção rápida. Mas as palavras foram levadas pelo vento. Detalhe, recentemente a viatura de Suporte Avançado não é mais utilizada por questões de segurança.
Hoje, um ano depois, a Câmara economizou e devolveu aos cofres do município R$ 2 milhões. Inquestionavelmente louvável. Mas como o Executivo aplicará esses recursos?
 De acordo com o blog do jornalista Ângelo Rigon os vereadores sugeriram ao Executivo dar R$ 1 milhão para a SETRANS e R$ 1 milhão para a SASC.  Ao menos publicamente o SAMU não foi citado pelos vereadores. Após a solenidade em entrevista o prefeito declarou: “Nós podemos aplicar em qualquer área. Mas nós vamos definir as áreas prioritárias, principalmente na segurança e também nas questões sociais”. Mais uma vez o SAMU também não foi citado.
Faça-se justiça, recentemente foram adquiridas três viaturas para suporte básico. Elas se encontram no SETRANS aguardando a documentação para que possam ser utilizadas. Espera-se que a burocracia não impeça essas ambulâncias de entrar em funcionamento o quanto antes. 
Resumindo, vê-se que dinheiro não é o problema. Isso para não falar do projeto de Lei do Executivo aprovado pela maioria dos vereadores que destina R$ 1,5 milhão para realização de uma feira de aeronáutica.
Deixemos sugestões. O Executivo poderia tranquilamente repassar essa verba para essas secretarias e adquirir um veículo para Suporte Avançado. Outra sugestão é que a Câmara pudesse ter adquirido o veículo e o doado para o SAMU. E por fim enquanto isso não acontece, o Executivo poderia disponibilizar para Suporte Avançado um dos veículos que foram devolvidos pelo Corpo de Bombeiros ao município e encontram-se parados na SEMUSP (ver foto abaixo feita por um colaborador).
Melhorar as condições para atendimento do SAMU seria uma das sugestões que os vereadores também poderiam ter feito ao Executivo. Essa seria escolha acertada pelo Executivo.  A população agradeceria. 

Afinal, dinheiro não é problema não é mesmo?

(Foto do Prefeito: Blog do Ângelo Rigon)

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

REINTEGRAÇÃO DE POSSE DO ATENAS II. O RETRATO DA FALTA DE POLÍTICA HABITACIONAL E EXCLUSÃO SOCIAL



Na tarde de hoje foi cumprida a decisão judicial de reintegração de posse da ocupação Atenas II. Entre o direito à propriedade e o direito à moradia, previsto na Constituição Federal, prevaleceu o primeiro.
Os moradores, 19 famílias com cerca de 30 crianças foram levados para a escola Dr. Delfim Moreira. Trata-se de uma escola rural que fica à 6 Km do ponto de ônibus mais próximo. Longe de escolas, creches e atendimento médico.
Trata-se de uma clara demonstração da falta de uma política habitacional que atenda as necessidades daqueles que mais precisam e vivem numa cidade em que a especulação imobiliária é gritante. Ao invés de políticas sociais impera a exclusão social. 
Representantes da administração declararam que essas famílias não atendem o requisito para receber o subsídio do aluguel social. Mas parece que a atual  administração tem outras prioridades. Recentemente a administração repassou R$ 1,5 milhão dos cofres públicos para que empresários realizem uma feira de produtos aeronáuticos em Maringá.
Um governo que está ao lado de grandes empresários e de costas para aqueles que mais precisam.
 para ver os vídeos clique aqui e aqui:











segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

PSTU lança pré-candidatura de Rodrigo Tomazini ao Governo do Estado do Paraná (De Vera Guedes, do Jornalis).



É a primeira vez que Sarandi-PR terá um pré-candidato a Governador do Estado do Paraná.

O blog do PSTU informa sobre a trajetória política de  Rodrigo Tomazini, que foi candidato a deputado estadual pelo PSTU em 2010 e sempre esteve na luta da classe trabalhadora. 

Iniciou sua militância no movimento estudantil, ocasião em que participou ativamente das mobilizações contra as privatizações dos governos de Jaime Lerner (na época do PFL) e Fernando Henrique (PSDB). 

Esteve nas mobilizações contra a privatização do Banestado, Copel e da educação superior. Ocupou papel de destaque como liderança da luta que impediu que todo o lixo de Maringá e Região fosse destinado para Sarandi, em seguida participou ativamente das manifestações que levaram a cassação do ex-prefeito desta cidade, Milton Martini (PP). 

Foi preso e perseguido por estar ao lado dos trabalhadores. Por trabalhar no setor da educação, a luta pela educação pública, gratuita e de qualidade é  parte da sua atuação política.
Leia Mais.


Texto de Vera Guedes, do Jornalis.