sábado, 5 de julho de 2014

QUER DOAR LIVROS PARA BIBLIOTECA? NÃO É FÁCIL.

Dias atrás fui à uma biblioteca pública de um bairro para doar livros. Eram uns vinte livros, na maioria livros de Direito. Fui muito bem atendido pela servidora que me informou que há um procedimento regulado por um decreto municipal para doação de livros. Ela deu uma olhada e disse que aquela biblioteca não tinha interesse naqueles livros. Pensativo voltei com a caixa de livros para casa e procurei o tal decreto. O Decreto 2094/12 sancionado pelo ex-prefeito Silvio Barros II regula o procedimento para doação de livros para as bibliotecas municipais.

Funciona assim, quem quiser doar livros para bibliotecas municipais deve encaminhar um email  para biblioteca municipal descrevendo título e autor.  Posteriormente receberá a resposta, por email, que dirá se a biblioteca tem interesse ou não nos livros.

Honestamente, não tenho conhecimento sobre o funcionamento de uma biblioteca. Mas me pergunto quais seriam os critérios utilizados para definir se determinado livro é interessante. E que tipo de livro não seria interesse para uma biblioteca.  O por que dessa filtragem?


O procedimento de doação é burocrático e dificultoso para quem não tem acesso à internet. Democratização na cultura, a gente não vê por aqui. 

2 comentários:

  1. Bom dia.
    Sou servidora pública em uma biblioteca pública da Prefeitura de São Paulo. E aqui em São Paulo aceitamos a doação e se caso não forem adequados para nosso acervo doamos a outras bibliotecas. Definimos se os títulos são adequados ou não a nossa biblioteca pelo perfil da comunidade que frequenta as bibliotecas. Por exemplo, em nossa biblioteca que está localizada na periferia de São Paulo, sabemos que nossos usuários preferem ler romances, livros espíritas, livros evangélicos, livros infantis e didáticos, então, se recebemos uma doação que não se enquadra repassamos a outras bibliotecas que tem um perfil de usuário mais adequado. Espero ter ajudado com sua dúvida. Qualquer dúvida meu e-mail é scgodoy@ig.com.br. Sônia Coelho Godoy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa iniciativa essa. Pena eu estar tão longe de São Paulo, senão doaria aí meu acervo de mais de 50 anos de estudos.

      Excluir