quinta-feira, 13 de novembro de 2014

(Nota da Oposição à atual direção cutista do SISMMAR)




PARALISAÇÃO DE UM DIA PELO RECEBIMENTO DO VALE ALIMENTAÇÃO. DIA 18 DE NOVEMBRO

Servidoras e servidores,
              Na assembleia do último dia 10 os servidores municipais de Maringá aprovaram a paralisação de um dia de trabalho para o dia 18 de novembro como parte da luta pelo recebimento do vale-alimentação. A reivindicação é justa e embora já tenha sido aprovada pela Câmara de Vereadores a Administração se recusa a ceder qualquer concessão que beneficie os trabalhadores. Mais uma vez a Administração Municipal não valoriza os servidores. Por outro lado, a Administração tem dinheiro de sobra para gastar com um grande número de cargos comissionados e realizar altos gastos com publicidade. Se os servidores, principalmente aqueles que recebem os menores salários fossem valorizados, não precisariam lutar para receber o vale-alimentação. É a Administração a principal responsável pela paralização do dia 18.
             O que se vê nos locais de trabalho é que os servidores estão dispostos a lutar por seus direitos. Porém, o sucesso dessa mobilização não depende unicamente dos servidores pois é necessário o engajamento da atual direção do sindicato na construção dessa paralisação. Infelizmente não temos visto esse engajamento nos anos em que a gestão cutista está à frente da entidade. Não é de hoje que quando as mobilizações dos servidores começam a tomar corpo são abafadas pela direção do sindicato. Ao invés de construir as mobilizações convocando cada trabalhador, em cada local de trabalho, a atual direção do sindicato prefere fazer acreditar que as reivindicações dos servidores serão atendidas nas reuniões de gabinete. Desmobilizam a categoria tentando fazer com que os servidores acreditem que a direção, sozinha, pode conquistar as reivindicações dos servidores. Essa prática tem sido responsável pelas migalhas que os servidores têm recebido nas últimas campanhas salariais.
         Nós, da oposição à direção cutista do sindicato, continuamos do lado dos trabalhadores. Entendemos que é necessário dialogar sim, mas o contrário dessa direção acreditamos que as reivindicações dos servidores só serão conquistadas através da organização, da mobilização e da luta de todos os trabalhadores.
              Estaremos na linha de frente da paralisação pelo vale-alimentação. Mas chamamos a atenção dos servidores: a responsabilidade pelo resultado da paralisação do dia 18 não é apenas de cada um de nós servidores, mas principalmente da direção do SISMMAR que deve construir fortemente essa mobilização. Também cabe a cada um de nós servidores cobrar que os vereadores cumpram o compromisso que assumiram de votar o orçamento de 2015 após a concessão do vale-alimentação.
PARALISAÇÃO DE UM DIA DE TRABALHO DIA 18/11
PELO RECEBIMENTO DO VALE ALIMENTAÇÃO.TODOS À LUTA!
(Oposição à direção cutista do SISMMAR)

Nenhum comentário:

Postar um comentário