terça-feira, 30 de junho de 2015

Agente da Guarda Municipal de Maringá denuncia perseguição


Do Site Maringá Manchete, do Agnaldo Vieira:

"A agente da GM, Gisele Galindo, concedeu ao site Manchete uma entrevista onde denuncia uma perseguição por parte da Guarda Municipal de Maringá. Ela conta que está prestes a ser exonerada por que esteve doente, e pede ao prefeito Carlos Roberto Pupin que a deixe retornar ao trabalho, pois tem orgulho de servir e proteger como servidora da Guarda Municipal de Maringá.
Gisele afirma que está grávida e que não cometeu nenhum crime para ser exonerada".

Meu comentário:
De fato as perseguições e o assédio moral contra servidores municipais é grande. Por isso é importante a criação de uma lei municipal que puna a prática dessa conduta repudiável. 
Nosso apoio e solidariedade à servidora Gisele Galindo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário