sábado, 5 de novembro de 2016

Após alguém "pagar o pato", suspensão de alimentação continua na UPA de Sarandi.

 
Após a péssima repercussão da suspensão das marmitas aos trabalhadores da UPA de Sarandi que trabalham 12 horas, o prefeito Carlos de Paula exonerou o secretário de saúde, que é servidor de carreira.

Fica a impressão de que alguém tinha que “pagar o pato”. Afinal, o ofício diz que a determinação teria partido do prefeito. 

Ao que se sabe o problema ainda não foi resolvido. Ou seja, os servidores que trabalham em plantão de 12 horas continuam sem alimentação. 

Uma boa oportunidade para servidores, sindicato, Conselho Municipal de Saúde e talvez até a Procuradoria do Trabalho, entrarem em ação.

Dada a dica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário